O Autismo Atípico de Atypical

Artigos/AutoraisO Autismo Atípico de Atypical

Ser tímido, pouco se comunicar e ter medo de mudar a rotina, podem até ser causas naturais da vida. Mas quando isso ocorre de maneira mútua desde a infância pode ser considerado dentro do que é chamado de Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), de acordo com a revisão do Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM-V) da quinta edição lançada no ano de 2013. Mas como entender o que é o autismo, quando se dá a doença e quais os tratamentos indicados para o mesmo? — São respostas que eu não poderei entregar, pois não sou médico e muito menos psicólogo, mas posso trazer um pouco de informação.

Existe uma série na Netflix que já está em sua segunda temporada chamada Atypical que tem como plot o Espectro do Autismo em um jovem de dezoito anos e é — Talvez — Um bom começo para quem quiser entender um pouco mais sobre o tema, pois trata os causos de maneira bem verdadeira.

A série trás boa parte dos sintomas mais comuns da doença, tais como: Déficits nas habilidades de comunicação social verbal e não verbal, limitação em iniciar interações e resposta mínima a aberturas que partem de outros. Inflexibilidade no comportamento, muita dificuldade em lidar com a mudança. Comportamentos restritos e/ou repetitivos que interfere acentuadamente no funcionamento em todas as esferas. Grande sofrimento/dificuldade para mudar o foco e ainda muitos outros sintomas. Tudo pode ocorrer após dezoito meses do nascimento ou até depois dos três anos, numa espécie de regressão. Veja o documentário Life is Animated também da Netflix para entender outra visão sobre o tema.

Ir para escola, fazer amigos, brincar ou até mentir podem ser muitas das ações que crianças fazem o que para alguém que possui o espectro é totalmente o inverso. Não existe brincar de faz de conta, dizer que o carpete é lava e queimará seus pés se andar por ele é algo sem lógica para alguém que porta autismo. Ser sincero ao extremo também é outro dos sintomas ou se incomodar com cheiros e barulhos, pois a pessoa nesse caso tem muita sensibilidade — Ou até mesmo a falta de (sendo oito ou oitenta) —  Assim como vemos no show, Sam usa seus famosos headphones a prova de ruídos usando-os toda vez que começa a se sentir incomodado. Tal como é para ações repetidas — Como ficar puxando o cabelo ou se escondendo — Mas que no final das contas, consegue se comunicar e ter uma boa normal, namorar e até ir para a faculdade. Mas o autismo não é um guia para morosidade; Pessoas autistas precisam de acompanhamento comportamental, caso contrário podem desenvolver sérios problemas futuros.

Em suma o Espectro do Autismo não tem cura e muito há o que desvendar. Mas é uma área de pesquisa que vem crescendo ao longo dos anos. De acordo com a Associação Médica Americana, as chances de uma criança desenvolver autismo por causa da herança genética é de 50%, sendo que a outra metade dos casos pode corresponder a fatores exógenos, como o ambiente de criação. Mas ainda assim existem muitas outras pesquisas a serem feitas sobre o que pode ser a causa do autismo e existem muitas variações do mesmo como o Asperger, por exemplo, mas esse já é papo para outro artigo.

Referências

VINOCUR, Evelyn — Autismo: o que é, sintomas e tipos — SEM DATA — https://www.minhavida.com.br/saude/temas/autismoAcesso em: 23/09/2018

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s