BGS2018 | 2º Dia – A arte dos Cosplays, “Olha, achei o Wally” e Devaneios à Parte

Brasil Game Show 2018 | Artigo Autoral — 2º Dia | A arte dos Cosplays, “Olha, achei o Wally” e Devaneios à parte

Música do Dia  Banda Vivalma

A BGS é um evento curioso. Temos jogos, sejam os “mais, mais” de todos os tempos, lançados recentemente ou as demos. Mas existe muitas coisas para se fazerem, e que as vezes quase não há correlação com games. Hoje por estar cheio, resolvi bater foto dos cosplayers e pouco fui atrás do objetivo principal.

BGS2018 | Brasil Game Show

Álbum de fotos com os Cosplayers na BGS…

Primeiro de tudo os jogos de dança são mais antigos do que andar para frente e Just Dance foi a evolução desse estilo, que antes eram as máquinas Pump it — Aliás ainda são muito famosas — Hoje é normal os jovens serem dançarinos do sensor de movimento. Uma febre que faz com que todo evento tenham campeonatos ou “just for fun“. No inicio, quando era novidade até eu entrei — Literalmente — Na dança e é uma comunidade enorme e bem divertida, mas não é para mim…

Como eu disse no meu artigo sobre a BGS desse ano (segue nesse link). Os expositores cresceram com o passar dos anos. Eles próprios trazem muitas atrações para quem visita, sejam as brincadeiras da FINI — Valendo prêmios deliciosos — Até a TNT ou o próprio Cup Noodles.

Os desfiles e as apresentações cosplay também são um big deal, até porque há credenciais próprias para quem se veste do seu personagem favorito.

Arcades, “gincanas” assustadoras e muito game é o que tem por lá. Claro que existem mega filas e caso você que vá pagando quer jogar algo que tem apenas ali, é complicado. Ou ver aquele convidado que você gosta e é fã. Sempre há coisas para todos os gostos.

… Um livro sobre um jogo ou um jogo livro!?

Mas estava pensando ontem e conversando com um amigo, que é bem raro existir um livro sobre games. Não livros técnicos, um romance sendo que o mais próximo que temos disso são filmes que tem como consistência a referência aos jogos eletrônicos.

Jogador Nº1 é uma história muito mamão com açúcar para ser representada de forma realmente fiel; E o filme trouxe apenas um milhão de referências e pouca desenvoltura do que é um jogo de verdade. temos também os quadrinhos do Scott Pilgrim que é o único que lembrei que tenta trazer a tona a sensação do que é o game. Com referências, mas também sendo ele o seu próprio “joguete”.

Como seria a criação de um livro — ou Romance — Que de fato mostra o que são os videogames?, sem a preocupação de referenciar e no máximo influenciar a narrativa de algum jeito. É uma ideia deveras interessante e pouco explorada pelos escritores.

Esse foi o segundo dia da Brasil Game Show o maior evento de games da América Latina. Onde começa a lotar, pois é aberto ao público, lugar perfeito para você se fantasiar (de Wally) e sair andando por ai tirando fotos. Conversando com os amigos, jogando e se divertindo. Filosofar faz parte também e novas ideias sempre surgem.

Anúncios

1 comentário Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s